México tem o primeiro restaurante vegetariano para amantes de gatos da América Latina

la gateria cat cafe méxico vegetariano

Quando a gente acha que nossa lista de destinos desejados já está grande o suficiente, descobrimos mais essa para entrar pra lista: Um cat café vegetariano localizado na Cidade do México! O primeiro da América Latina. E nós queremos rodar o mundo comendo delícias vegetarianas com gatos no colo!

Esses cafés com gatos tiveram início no Japão e estão ganhando o mundo com um toque todo especial, pois assim como o de Roma (veja aqui que lindo!), esse também é lar de animais resgatados,esterilizados e para adoção. Isso é o que torna o lugar realmente um ponto para quem ama gatos.

O estabelecimento ainda conta com boutique especialmente para felinos, com mais de 200 produtos. Já o menu do restaurante é prioritariamente local e orgânico. O design interior foi planejado para além de ser acolhedor e estiloso, prover bem estar e felicidade para os gatos, que estarão livres pelo ambiente interagindo com as pessoas (yeeey!), escalando, brincando ou dormindo em um esconderijo. Prrrrrr…

México tem restaurante vegetariano para amantes de gatos (Foto: Edgard Garrido/Reuters)

México tem restaurante vegetariano para amantes de gatos (Foto: Edgard Garrido/Reuters)

5_1

México tem restaurante vegetariano para amantes de gatos (Foto: Edgard Garrido/Reuters)

3_1

México tem restaurante vegetariano para amantes de gatos (Foto: Edgard Garrido/Reuters)

Escrito por: Dani – Vegetariando Por Aí

Anúncios

Um roteiro de viagem para uma Cusco mais vegetariana do que se imagina

Oba, chegamos em Cusco! Na nossa viagem até agora, comemos muito bem em Lima, e nos divertimos muito em Ica. Agora é hora de aproveitar o clima frio das montanhas e se preparar para Machu Picchu.

Cusco é um lugar muito especial. Ficamos 4 dias inteiros lá. Sugerimos ficar no mínimo 5 ou 6. Curta o máximo que puder dessa cidade. As lojas, museus, praças, igrejas, sítios arqueológicos, cafeterias,… Além disso, tem uma oferta de restaurantes vegetarianos riquíssima (por isso a brincadeira no título). Continuar lendo

Dicas de Lima no Peru para quem gosta de história, esportes e veganismo (Parte 2 de 3)

Sem dúvida o Peru é um país que nos deixa querendo colocar uns 10 destinos internos em uma viagem só. Que país maravilhoso! Precisaríamos de no mínimo um mês por lá e muito mais grana. Maaaas, tivemos que selecionar nossas prioridades e ficar com vontade de voltar para conhecer o restante, assim como ocorre no Chile. Mas sem dúvida foi uma das viagens mais complicadas de se planejar de forma independente.

11113720_10205366985472583_2634155798532427980_n

Continuar lendo

Descubra Ica, um destino incrível no Peru, com oásis, pinguins e comida vegan (Parte 1 de 3)

Vamos começar um relato de 3 partes da mais incrível viagem que fizemos. O destino é o Peru. Planejar uma viagem independente para o Peru não foi fácil. Os serviços de lá não respondem direito, e por frustração nossa, nem os grupos de direitos animais que entramos em contato. Por isso, quem tiver dúvidas e querer conversar, pode entrar em contato conosco pelo e-mail vegporai@gmail.com. Nesse artigo falaremos de Ica, cidade ao sul do país, terra do sol e do Pisco. Tentaremos dar o máximo de informações norteadoras.

IMG_20150402_152517663

Fomos de Lima para Ica de ônibus. Escolhemos a empresa Cruz Del Sur, que é a mais indicada, e compramos as passagens antecipadamente pelo site. São 6 horas de viagem até lá, por isso compre os acentos VIP para ir de forma mais confortável nesse longo tempo. No ônibus tem wifi e tela com jogos, música e filmes. Mas não espere que funcionem sempre.

Continuar lendo

GUEST POST: As 5 maravilhas veganas de Rishikesh na Índia

Escrito por Giselle Oli

Rishikesh é uma cidade pequenina que fica no estado de Uttaranachal, no norte da Índia. Conhecida como a capital mundial do Yoga e recebe milhares de turistas por ano para estudar e banhar-se no sagrado rio Ganges.

Eu tive uma experiência muito positiva com a comida,confesso que gosto de comida indiana e de pimenta. E por ser uma cidade turística, existem restaurantes para ocidentais com menos tempero, facilitando a vida de todos. Há opções veganas mais lights, como por exemplo: saladas e sopas. E opções mais calóricas como massas, pizzas, batata-fritas, etc. Mas na minha opinião, acho válido experimentar as opções veganas indianas, até mesmo aquelas bem apimentadas. Faz parte da experiência neste lugar sagrado. Então, vamos para as cinco dicas: Continuar lendo

Cat bistrô vegetariano é aberto em Roma

10858349_350443168489050_1344733215435048106_n

Nós amamos estar perto de gatos (a Dani ficou enlouquecida na pousada Top de Búzios, onde há gatos adotados e castrados com seus brinquedos, potes e arranhadores pela sala de estar), adoramos saborear boa comida vegana em um lugar charmoso e a Itália é um dos nossos destinos de desejo. Então pense o quanto ficamos boquiabertos com essa novidade!? O Romeow (que nome genial!) é o primeiro cat bistrô do país, e vegetariano! Foi aberto em dezembro de 2014. Continuar lendo

5 sushis veganos que encontramos por aí

Quando alguém se torna vegetariano ou vegano, logo perguntam “mas nem peixe?!”, ou mais especificamente se você não vai mais comer comida japonesa. O que muita gente ainda não sabe é que dá para fazer muita coisa sem peixe na culinária japonesa. Além disso, os sabores marcantes dessa cozinha estão no arroz tipicamente temperado, na alga (que tem o “gosto de mar”), no shoyo e no tofu. E com eles dá pra fazer combinações maravilhosas com legumes, frutas e cogumelos. Continuar lendo

Conheça a primeira cidade vegetariana do mundo

Palitana-2 goista

Esse post é especial para uma amiga nossa que irá fazer uma viagem a Índia esse ano. E não teve como não lembrar de todas as vezes que o discurso da “tradição” e da religião para justificar a manutenção de ações que desrespeitam o direito individual moral dos animais já foram invocadas. Rodeios, touradas, sacrifícios religiosos, zoológicos, tradição gastronômica,… E se a tradição fosse usada agora para o contrário? Para suscitar o respeito a vida dos animais não-humanos? Foi o que aconteceu na Palitana pelos Jainistas. Continuar lendo

10 explorações de animais para turismo que brasileiros costumam apoiar

Esse não é um post bonito, mas precisamos saber o que ocorre de ruim para evitarmos e combatermos. Muita gente não sabe (ou não se importa), mas além de viajar para tirar fotos usando animais silvestres domesticados ser um programa clichê, para esses animais ficarem disponíveis para as centenas de turistas que passam por eles diariamente, e se submeterem aos truques, é preciso caça ou procriação artificial, treino e confinamento, coisas anti naturais, que os submetem a diversas privações físicas, sociais e psicológicas de sua natureza. É a mesma lógica dos circos que usam animais.

IMG_6043

Ser um viajante ou um turistão?

Continuar lendo

Reflexão sobre a exploração de animais como atração turística ou meio de transporte

Quando eu era pequena, costumávamos passar as férias de inverno em Poços de Caldas ou Águas de Lindóia. Como, nesse período, a piscina do hotel permanecia inutilizável, em Águas de Lindóia, a atividade mais aguardada do dia era quando saíamos para andar a cavalo. Em virtude de esta atividade se repetir todos os dias, era como se eu tivesse o “meu” cavalo e, minha irmã o “dela”. Com os meus oito, nove anos, achava normal e não via nada de mal que cavalos fossem usados para este fim. Já em Poços de Caldas, fazíamos passeios de charrete, e, embora eu fosse ainda mais criança (tinha uns cinco, seis anos), lembro-me que o cavalo que puxava a charrete causava-me pena, não parecia feliz.

Continuar lendo