Viajar e se hospedar em um santuário de animas

Errol

Já imaginou se hospedar em um santuário de animais? Mas um santuário de verdade! Daqueles com animais resgatados dos maus tratos, conhecer a história de cada um e conviver com eles. Lá os animais não estarão a disposição de ninguém. O santuário é o lar deles e eles estarão simplesmente por lá, vivendo dignamente e ocupando os seus espaços.

passeio matinal

É muito importante deixar claro a diferença de lugares que exploram animais para turismo, e que não raro tem utilizado a palavra “santuário” ou mesmo dizem que os animais foram resgatados. Geralmente, lugares com animais exóticos, como tigres, leões e elefantes, onde são procriados em confinamento e mães e bebês não são respeitados, colocando-se os filhotes a disposição das centenas de visitantes diários para serem manuseados. Esse tipo de exploração travestida de apreço pelos animais deve ser banida. E Nova York já está fazendo isso, veja.

No Woodstock Sanctuary em Nova York, há uma Guesthouse, com café da manhã vegano (claro!), bicicletas a disposição e pode levar o cão da família. Aliás, o cão precisa ser acostumado com gatos, pois nessa casa de hóspedes também residem 2 gatos, o Errol e o Leon. Lá se descobre o que cada animal passou na exploração antes de ser resgatado, e percebe o quão cada um é cheio de personalidade, sensível, consciente e com interesses próprios. Fica imperativo fazer escolhas veganas por eles.

cafe da manha vegano

guesthouse

 

Alphonso vivei 7 anos no santuário mesmo com as deformidades da raça criada por manipuação genética

Alphonso viveu 7 anos no santuário mesmo com as deformidades da raça criada por manipulação genética para a indústria da carne.

antonio 1

Antonio como todo porco, adora brincar (mais ainda, descansar) na lama. Ela protege a pele sensível deles, e pisos lisos e duros causam inflamação em suas patas. Porcos não são pets! Respeitá-los e não comê-los já é suficiente.

10458730_10152524825540569_1246005634984685242_n

O importante é continuar. Keep going! 😉

Cloudy foi resgatada de uma bateria para galinhas pederiras na Califórnia. Repare no bico cortado. Eles fazem isso com todas nesses lugares que procriam galinhas pra carne e ovos para aumentar a produção, pois assim elas não bicam os ovos, não se canibalizam e não consegue separar o que pretende comer. O canibalismo é devido ao grande stress. Essa debicagem fere muito elas.

Cloudy foi resgatada de uma bateria de “galinhas poedeiras” na Califórnia. Repare no bico cortado. Eles fazem isso com todas nesses lugares que procriam galinhas pra carne e ovos para aumentar a produção, pois assim elas não bicam os ovos, não se canibalizam e não conseguem separar o que pretende comer. O canibalismo é devido ao grande stress no lugar lotado e artificial. Essa debicagem fere muito elas. Só no santuário ela pode tomar banho de sol, ciscar na terra e conviver amigavelmente com outros da mesma espécie.

Dylan e Andy cuidando um do outro.

Dylan e Andy cuidando um do outro.

Joy tomando banho de sol.

Joy curtindo o sol.

Kayli. Linda!

Kayli. Linda!

Lennon e Marley sempre juntos e aprontando.

Lennon e Marley sempre juntos e aprontando.

Ralphie foi um dos primeiros bezerros resgatados a 10 anos atrás, quando deu origem ao santuário.

Ralphie foi um dos primeiros bezerros resgatados a 10 anos atrás, quando deu origem ao santuário.

Sorcerer e ativista.

Sorcerer e ativista.

Equipe do santuário em manifestação vegetariana.

Ativistas do santuário em parada vegetariana.

 

Conheça a Ghesthouse: http://woodstocksanctuary.org/bandb/

Você sabia que no Brasil também existem santuários? Conheça 6 deles aqui.

Assista ao filme The Peaceable Kingdom.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s